Notícias da Feira

Segmento de ferramentas também ajuda a aquecer a economia no Rio Grande do Sul

A recuperação no setor imobiliário no país, motivada pelos programas sociais do governo federal e pela ampliação no crédito imobiliário para construções residenciais, impulsiona também o mercado de ferramentas, assim como de toda construção civil. No segundo semestre do ano, devido ao comportamento sazonal de alguns setores há um novo estímulo e otimismo no segmento, em especial com a proximidade com o Dia dos Pais, uma das principais datas de varejo para quem trabalha com ferramentas, responsável por um salto na venda de alguns produtos, com destaque especial para os elétricos. Além disso, o aquecimento se deve e está atrelado ao planejamento de reformas pontuais em residências ou casas de veraneio, preparando as férias de fim de ano, que movimentam os setores ligados à construção civil em geral em todo país, além da simples escolha de um agrado para presentar os pais, que nem sempre trabalham diretamente com ferramentas, mas que acabam recebendo um presente útil e de encontro com suas costumeiras atividades domésticas de reparos, instalações ou um eventual conserto.

Dados do setor mostram que só em ferramentas elétricas, a média de crescimento nas vendas é de 7% ao ano no país. Além disso, as marcas especializadas incrementam seu portfólio de produtos constantemente, trazendo mais tecnologia e inovações que garantem produtividade e desenvolvimento a toda a cadeia de valor da construção civil. “O setor tem buscado na industrialização o ganho de produtividade necessário para crescer, sendo esse o nosso principal desafio”, informou o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil, Sergio Watanabe. “Apostamos no mercado e temos boas perspectivas de crescimento, seja no relacionamento ou no lançamento de novos produtos numa relação próxima com quem distribui, revende ou trabalha com ferramentas”, acrescentou o diretor comercial do Grupo OVD, Valter Lima – a empresa é um dos mais importantes atacadistas de ferragens e ferramentas do país com quase 50 anos de atuação no mercado e detentor da marca de ferramentas VONDER, com um mix com mais de 12.000 itens em linha voltadas para diferentes atividades profissionais e industriais.

vonder-1

Impulsionada por esse momento, a construção civil no Rio Grande do Sul comemora. A oferta de empregos no setor cresceu nos primeiros meses do ano acima da média nacional, registrando 5,03% com geração líquida de 7.723 vagas, ante 2,42% no país e mais de 75.000 vagas abertas no primeiro quadrimestre do ano. Como consequência, as empresas focadas em ferramentas e demais itens de materiais de construção comemoram esse crescimento. Presente no estado do Rio Grande do Sul, a OVD é uma das empresas que valoriza este momento e cenário, por oferecer um amplo mix de produtos e por atender de forma eficiente os clientes de todo estado. Entre os destaques do mix comercializado pela empresa estão a linha completa de ferramentas manuais e elétricas, que são garantia de giro no ponto de venda o ano todo.

O estado do Rio Grande do Sul é um dos mais promissores em atuação e expansão para a empresa, que investiu na implantação de uma filial em Novo Hamburgo na BR 116, inaugurada em 2010, com sede própria com mais de 11.000 m2. A sede gaúcha está localizada no Vale dos Sinos, importante pólo econômico do estado, fortalecendo o atendimento aos clientes desta região, interligando a capital ao interior do estado e também aos importantes centros econômicos no sul do Brasil com operação comercial e logística que são referências também para o segmento.

“Muitos fatores contribuem para a aceleração da economia no Sul do país, como o investimento em obras de infraestrutura, ampliação de portos, novas indústrias, fortalecimento do agronegócio e do turismo, entre outras atividades que apostam no crescimento do potencial de consumo e de infraestrutura das cidades brasileiras com projetos de desenvolvimento urbano e grandes eventos. Tudo isso impulsiona o sistema financeiro local, gerando mais empregos, mais negócios e mais progresso. Com isso, a região se torna ainda mais promissora para o Grupo OVD, incentivando a ampliação dos investimentos e a presença tanto logística quanto comercial da empresa na região. A marca VONDER, uma das marcas de ferragens, ferramentas, máquinas e equipamentos mais importantes da OVD é um instrumento que aproxima a empresa desses mercados promissores de consumo e coloca à disposição dos revendedores de todo Brasil produtos que vão de encontro às necessidades e contribuem diretamente com todo esse crescimento e desenvolvimento que presenciamos através da nossa economia, mudança do estilo de vida dos brasileiros e novos hábitos de consumo e edificações”, avaliou Lima.

vonder-2

Um dos diferenciais da empresa está na amplitude nacional, com cinco sedes posicionadas estrategicamente para garantir cobertura em todo o Brasil, nos estados do Paraná, onde está a Matriz, e no Rio Grande do Sul, São Paulo, Bahia e Goiás. Como resultado, a empresa ganha em infraestrutura logística, com investimentos constantes em tecnologia e criação de processos que agilizam a separação e o despacho das mercadorias, reduzindo o tempo de chegada ao destino e fazendo com que os produtos cheguem rapidamente ao ponto de venda, o que permite ao mercado uma resposta rápida e eficiente ao que cada cliente demanda.

Para fomentar o crescimento de vendas no ano, a empresa também conta com ações promocionais como o Show de Prêmios OVD, que em seis meses de premiou 5.226 lojistas em todo o Brasil. O Rio Grande do Sul foi um dos estados com maior número de lojistas premiados, com três ganhadores de automóveis, nas cidades de Júlio de Castilhos, Arvorezinha e Rio Grande, além de mais de 520 ganhadores dos outros prêmios da promoção. “A presença da VONDER no Rio Grande do Sul e a quantidade de lojistas premiados com a campanha refletem a importância que a região tem para a nossa empresa e demonstra nosso trabalho de fortalecimento da marca e evolução da nossa participação em um mercado que se destaca no setor da construção civil e em muitos outros”, conclui Valter Lima.

By |08/08/2014|Comentários desativados em Segmento de ferramentas também ajuda a aquecer a economia no Rio Grande do Sul
Translate »