Notícias do Setor

Olhos protegidos

Social ou esportivo? Saiba qual o estilo de óculos de proteção mais seguro para o seu trabalho

Quais óculos de proteção você vai usar hoje? Apesar do que muitos pensam, não é qualquer modelo que serve para qualquer serviço.

Por exemplo: para trabalhar em locais mais escuros, lentes incolores ou amarelas são as mais indicadas. Já em atividades externas, com muita claridade, lentes escuras verdes ou as fumês são as melhores.

“Lentes amarelas são boas para trabalhar à noite, pois ampliam o alcance da visão”, analisa o técnico de desenvolvimento da Danny EPI, Ricardo de Lima.

O trabalhador precisa levar em conta os riscos aos quais estará exposto. Deve saber se no canteiro haverá partículas suspensas de materiais, ou se o modelo escolhido é o mais confortável.

Ricardo de Lima lembra que a aparência deve ser o último critério: “A chegada dos óculos de proteção importados trouxe novas opções de escolha entre modelos mais esportivos ou mais sérios, sociais.” Independente do estilo, o importante é que o produto tenha certificação de qualidade emitida pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

De acordo com o chefe do serviço de equipamentos de segurança da Fundacentro, Antônio Vladimir Vieira, ainda não há uma norma brasileira que regule esses equipamentos de proteção individual. “Por isso, adotamos a ANSI.Z.87.1/2003, norte-americana, que atesta a qualidade desses produtos”, informa.

“Produtos bons recebem selo CA (Certificado de Aprovação), que traz o nome de quem o fabricou, além do lote de fabricação”, explica. Para saber se os seus óculos são realmente certificados, clique aqui.

Modelo certo

Modelos de óculos de proteção para carpinteiros, serralheiros e soldadores são os mais comuns. Há ainda aqueles para profissionais que manuseiam produtos químicos – atividade que exige atenção redobrada. Esses óculos devem impedir a passagem de ar, para que não entre em contato com o olho (pode haver fumaça produzida por reações químicas), e ter tratamento antirrisco e antiembaçamento.

Para os carpinteiros e serralheiros, os mais indicados são os de haste e ampla visão, respectivamente – ambos em policarbonato e com proteção antirrisco.

Preços e materiais

Produtos importados ainda são os mais desejados pelo consumidor, mas essa realidade começa a mudar, desde que fabricantes nacionais passaram a desenvolver itens de qualidade, a preços competitivos.

Segundo Lima, um par de óculos tradicionais custa, em média, de R$ 1,60 a R$ 3. “O policarbonato é material mais resistente; ele também é leve, durável e mais confortável, quando comparado ao vidro”, esclarece.

A norma estadunidense prescreve que lentes em óculos de policarbonato tenham no mínimo dois milímetros de espessura.

“Empresas já começaram a procurar fabricantes para atender trabalhadores que têm problemas específicos de visão e precisa de óculos de grau. Normalmente, a fabricante indica uma ótica autorizada que possa realizar o serviço.”

Créditos: mapadaobra.com.br
By |14/01/2015|Comentários desativados em Olhos protegidos
Translate »