Notícias do Setor

Crédito, e negócios

Para construir pelo Minha Casa Minha Vida, procure a linha de crédito que melhor se encaixa à sua empresa

Empresas de construção civil de pequeno, médio ou grande porte têm acesso a recursos alocados pelo governo federal para o Minha Casa, Minha Vida (MCMV), do governo federal, a partir de linhas de crédito específicas para esse programa, informa o vice-presidente de habitação popular do Sindicato da Indústria da Construção do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), Ronaldo Cury.

“Existe a Faixa 1, com recursos oriundos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), e as Faixas 2 e 3, com recursos oriundos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)”, afirma.

O próprio site da Caixa Econômica Federal (CEF), uma das gestoras de recursos do MCMV, confirma que a instituição “oferece financiamentos para a construção de empreendimentos habitacionais”.

Conforme observa Cury, os agentes financeiros “não aprovarão linhas de financiamento para pequenas empresas sem lastro patrimonial e sem histórico sólido de edificações já construídas; nem vão contratar com elas grandes obras”, pondera. Tudo é oferecido e aprovado nas devidas proporções, segundo o tamanho e capacidade de pagamento de cada construtora.

A vantagem é que as possibilidades de lucro a partir do MCMV não estão condicionadas a obras volumosas – o que abre oportunidade a pequenas e médias construtoras, para que desenvolvam seus projetos.

Opções de financiamento

A CEF tem linhas de crédito específicas para construtores que se interessam em entrar no MCMV. São produtos destinados pelo governo federal para financiar a produção de habitações populares:

Recursos FAR: com esses recursos, o município, o governo do Estado ou do Distrito Federal indicam famílias para receber os benefícios do programa.

Recursos FGTS – Imóvel na planta: a finalidade é conceder financiamento direto a pessoas físicas que, agrupadas por uma entidade organizadora, viabiliza recursos necessários à construção do seu empreendimento. De acordo com a CEF, o crédito pode ser contratado em qualquer fase da obra. Com a contratação pela pessoa física que pretende adquirir o imóvel, os recursos do financiamento são liberados pelo banco diretamente à construtora, conforme cronograma de execução das obras – os recursos são liberados sem que a construtora tenha que tomar o crédito em seu nome.

A entidade organizadora é uma empresa que agrupa interessados na compra de um imóvel na planta: pode ser construtora, incorporadora ou Sociedade de Propósito Específico (SPE).

Recursos FGTS – Apoio à produção: financiamento direto a pessoas jurídicas (construtoras, incorporadoras ou SPEs) na produção de empreendimentos habitacionais. Ideal para empresas do ramo da construção civil que precisam de velocidade nas obras.

Enquanto o cronograma é executado, o banco também pode financiar, paralelamente, a compra das unidades por pessoas físicas, de forma que esses recursos repassados às pessoas físicas reduzem o saldo devedor da empresa. A CEF explica que também faz o pagamento de obras já executadas à empresa, na proporção em que os financiamentos às pessoas físicas forem sendo contratados.

Recursos FGTS – Alocação de recursos: linha de crédito destinada a empresas que constroem com recursos próprios ou de terceiros, garantindo o financiamento direto às pessoas físicas. O modelo é ideal para comercializar unidades habitacionais produzidas após a conclusão e a regularização da obra no Registro de Imóveis. Com essa linha de crédito, o empresário tem a garantia do financiamento, esteja o empreendimento em fase de construção ou concluído e novo.

Plano Empresa da construção civil: conhecida no mercado como “Plano Empresário”, a linha de financiamento simplificado para empresas de construção civil cobre a produção de residenciais. De acordo com a viabilidade econômico-financeira do negócio, a CEF libera o crédito à empresa conforme o andamento da obra. Por sua vez, a empresa quita o financiamento em até seis meses, após a conclusão da obra, com recursos próprios ou de financiamentos efetuados com pessoas físicas.

Consulte aqui todos os procedimentos para solicitar crédito junto à CEF.

Crédito: mapadaobra.com.br
By |28/10/2014|Comentários desativados em Crédito, e negócios
Translate »