Notícias do Setor

A cor do capacete

Construtoras definem cores para os capacetes de cada profissional; veja por que é importante organizar o canteiro

Nenhuma norma regulamentadora (NR) do Ministério do Trabalho (MTE) faz qualquer referência às cores dos capacetes de segurança. Mesmo assim, é bastante comum perceber que nos canteiros, para cada função, há uma cor diferente, o que identifica o trabalhador.
fnrqfh3cm
“Não é por uma questão de segurança, mas de organização do canteiro de obras”, explica o técnico em segurança do trabalho Giovani Savi. “As empresas adotam cores nos capacetes para identificar os profissionais: serventes, pedreiros, encarregado”, enumera.

Como o capacete é de uso obrigatório por todos que estejam no canteiro de obras, com a padronização das cores de acordo com os cargos fica fácil saber quem é quem, ou quais são os responsáveis por um determinado serviço em andamento. “Diferencia também funcionários daqueles que não trabalham no canteiro”, explica Savi.

Exemplo possível de organização das cores dos capacetes é:

  • Branco: engenheiros e encarregados
  • Azul: pedreiros
  • Amarelo: pintores
  • Verde: profissionais de hidráulica
  • Cinza: profissionais de elétrica

Mas não há uma regra geral. As cores podem variar, de empresa para empresa. Para Savi, não há motivos para que exista uma norma determinando quais cores devem ser usadas por profissional.

O importante é que o uso do capacete seja sempre observado, e que cada canteiro tenha suas atividades organizadas. “O que é definido no começo da obra, deve seguir válido até o seu final”, pondera.

Créditos: mapadaobra.com.br
By |07/10/2014|Comentários desativados em A cor do capacete
Translate »